Copy
View this email in your browser
INFORMAÇÃO Investigação, Inovação e Internacionalização 

28 de maio de 2020

Comissão Europeia apela à participação dos cidadãos no European Green Deal

Numa fase de transição para o Horizonte Europa, a Comissão Europeia está a preparar um concurso transversal no âmbito do Programa de Trabalho 2020 do Horizonte 2020 com o objetivo de apoiar o Pacto Ecológico Europeu (European Green Deal), uma das seis prioridades da nova Comissão Europeia para o período 2019-24.
O European Green Deal é um pacote de medidas que integra várias dimensões (‘climate ambition’, ‘clean & secure energy’, ‘clean & circular economy’, ‘sustainable & smart mobility’, ‘farm to fork’, ‘ecosystems biodiversity’, ‘zero pollution’) e que deverá permitir às empresas e aos cidadãos europeus beneficiarem de uma transição ecológica sustentável.
Este concurso, com enfoque em grandes projetos demonstradores que consigam trazer para o mercado soluções no curto-prazo, terá um orçamento global de 1 bilião de euros, será anunciado em julho e publicado em meados de setembro (com apresentação formal nos Research & Innovation Days 2020), tendo data de encerramento prevista para finais de janeiro de 2021.
O concurso está estruturado em 11 grandes áreas: oito áreas temáticas (que refletem as principais linhas de ação do European Green Deal) e três áreas transversais (reforço do conhecimento, capacitação dos cidadãos e cooperação internacional) que oferecem uma perspetiva a longo prazo tendo em vista alcançar as transformações previstas no European Green Deal.
Os cidadãos são convidados a contribuir para o desenvolvimento deste concurso através da participação nas consultas públicas que estão abertas para cada uma das áreasaté 3 de junho.

AGENDA

Workshop sobre Transferência de Conhecimento, Temática Saúde

16 de junho de 2020
terça-feira, 10h00 - 12h20

DIGITAL

Entre 2014 e 2017 as entidades nacionais investiram 1,7 mil milhões de euros em projetos enquadrados na área temática “Saúde”, que se integra no eixo “Saúde, bem-estar e território”, um dos cinco identificados pela Estratégia Nacional de Investigação e Inovação para uma Especialização Inteligente (2014-2020).
Nas próximas semanas, a ANI dará sequência ao conjunto de iniciativas sobre a "Valorização do Conhecimento, Ciclo de Eventos – Dinâmicas para a Inovação".
Com a saúde como temática principal, a primeira sessão, a decorrer no dia 16 de junho, abordará ainda: Biotecnologia aplicada à Saúde; Doenças, Bem-estar e envelhecimento e vida ativa; Tecnologias avançadas aplicadas à Saúde e outras tecnologias médicas.
O evento inicia-se às 10h00 com uma mesa redonda onde participam: Rui Sousa, da Stemmatters; João Fonseca do Cintesis - Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, Faculdade de Medicina da Universidade do Porto; Elísio Costa da Faculdade de Farmácia e Centro de Competências em envelhecimento Ativo e Saudável (Porto4Ageing), e Joana Feijó, do Health Cluster Portugal. A segunda metade da manhã incluirá um pitch com a apresentação de tendências e de tecnologias disruptivas nesta área.

NO POLITÉCNICO DE VISEU

Primeiro lugar para MAIs,
projeto que promove a participação política e cívica de mulheres agricultoras
Um projeto liderado pelo Politécnico de Viseu ficou classificado em primeiro lugar no Programa Conciliação e Igualdade de Género (EEGRANTs): MAIs – Mulheres Agricultoras em Territórios do Interior pretende aumentar a participação cívica e associativa das mulheres agricultoras nas regiões do interior, através da sua capacitação, contribuindo para a maior visibilidade do seu papel social e para o aumento da igualdade entre homens e mulheres, passo considerado crucial para a estratégia de crescimento económico definida nos objetivos da EU2020. Para a responsável de MAIs – Mulheres Agricultoras em Territórios do Interior, Cristina Amaro da Costa, docente da Escola Superior Agrária do Politécnico de Viseu, a aprovação desta candidatura “dá continuidade ao esforço que o Politécnico de Viseu tem vindo a fazer, quer no desenvolvimento dos Territórios do Interior e das comunidades rurais, em particular no âmbito da agricultura familiar, quer no propósito de promover investigação, diálogo, formação e intervenção em temáticas relacionadas com a violência e género”.
O projeto, que conta com um financiamento de €248.240,  tem como entidades parceiras: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (NOVA FCSH), Confederação Nacional da Agricultura (CNA), Oikos – Cooperação e Desenvolvimento (ONGD), Câmara Municipal de S. Pedro do Sul, Câmara Municipal do Sabugal, Associação da Bio-Região de S. Pedro do Sul (ABRE) e Ruralis – Institute for Rural and Regional Research, da Noruega.  


 

CONCURSOS Nacionais

  • Programa Gulbenkian Sustentabilidade
  • Iniciativas de Cooperação Bilateral
  • PARTIS & Art for Change  
  • Sistema de Incentivos “Inovação Produtiva” Territórios de Baixa Densidade - 2.ª fase 
  • Sistema de Incentivos à Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico (SI ID&T) - Projetos de P&D em co-promoção para territórios do interior - 2ª fase  
  • Sistema de Apoio às Ações Coletivas - Promoção do Espírito Empresarial - Competitividade e Internacionalização 
  • Contratação de Recursos Humanos Altamente Qualificado nas PME 
  • Contratação de Recursos Humanos Altamente Qualificados - Entidades Não Empresariais do Sistema de I&I 


CONCURSOS Internacionais

  • Join the Green Business Ideas Competition 
  • Deep Tech scaleups: apply now to the EIT Digital Challenge 2020  
  • 7th Call for Proposals of "Bioeconomy International"
  • AAL Healthy Ageing with the Support of Digital Solutions 
  • FET Innovation Launchpad 
  • Call COST Actions 
OUTRAS OPORTUNIDADES
23 milhões de euros para reconverter a produção
Tal como o Portugal 2020, também o Horizonte 2020 está a abrir concursos para subsidiar industriais e demais interessados na rápida reorientação da linha de produção para o combate à pandemia da Covid-19, nomeadamente para o fabrico rápido de equipamento e material médico essencial para realizar testes, tratar ou prevenir a doença. É o caso dos equipamentos de proteção individual, dos ventiladores, das tecnologias de diagnóstico já implantadas com base em materiais avançados ou biotecnologias ou dos sistemas automatizados de desinfeção.
As candidaturas terminam já a 11 de junho de 2020 e a decisão promete ser célere, para que os resultados cheguem mais depressa ao mercado.


MAIS INFORMAÇÃO
SUGESTÃO

Inquérito "Future Scenarios for EuroMED Agrifood"
Preencha o questionário que a Fundação PRIMA (Parceria para a Investigação e Inovação na Região Mediterrânica) desenvolveu para ajudar a compreender as transformações emergentes que estão a ter lugar ao nível nacional e Euro-Med no setor agroalimentar.


UMA INSPIRAÇÃO
Rui Seabra é um investigador português do CIBIO-InBIO, da Universidade do Porto, que vai receber 300 mil euros de financiamento do FLAD Science Award Atlantic para implementar uma rede de monitorização de biodiversidade e temperatura costeira ao longo do Atlântico Norte, que será a maior rede deste tipo no mundo.
Em parceria com a Northeastern University, University of South Carolina e University of South Florida, mais de 2 000 sensores vão ser instalados em 85 praias rochosas do Atlântico Norte – desde o Equador ao Ártico, incluindo Portugal Continental e os Açores, que assumem um destaque especial.
ESCREVA-NOS
Para a preparação de projetos, solicite apoio através de 3i_pv@sc.ipv.pt, e uma resposta será enviada o mais rápido possível.
Copyright © 2020 Politécnico de Viseu, All rights reserved.


Want to change how you receive these emails?
You can update your preferences or unsubscribe from this list.

Email Marketing Powered by Mailchimp